Por que ainda
é um bom negócio
anunciar no
Facebook?

Por que ainda é um bom negócio anunciar no Facebook?

Se você está à frente da estratégia de Marketing de um negócio, certamente já teve dúvidas sobre a eficácia de anunciar no Facebook como forma de gerar oportunidades, especialmente se estiver no segmento B2B. Estas incertezas são naturais, principalmente pelas evoluções na plataforma e na própria utilização feita pelos usuários.
Somado a isso, bem sabemos que existem muitos profissionais que defendem que esta rede social tenha perdido seu valor nos últimos anos, sobretudo pela ascensão de novas redes que podem ter mais aderência no B2B, como o LinkedIn. O fato é que, acima de tudo, o Facebook continua sim sendo muito relevante para quem quer impulsionar vendas e se relacionar com prospects e clientes. Basta acertar na estratégia e na execução do que foi planejado.
Neste artigo, vamos falar justamente sobre isso: como anunciar no Facebook e manter uma página ativa nesta rede social pode melhorar seus resultados e, é claro, quais são os melhores caminhos para que isso aconteça. Confira!

Facebook e seu papel para os negócios

Existe uma história sólida de contribuição desta rede social para as empresas, especialmente aquelas que possuem uma verba de marketing reduzida, que impossibilita investir no marketing tradicional. Anunciar no Facebook, de fato, é uma estratégia de custo bastante reduzido quando comparada a outras como inserção de anúncios em TV, jornais e revistas ou mesmo desenvolvimento de materiais impressos de apresentação da empresa.

Não é por acaso que tantos estabelecimentos e empresas prestadoras de serviços impulsionaram suas operações com apoio desta rede social. Ao focar suas estratégias de marketing no Facebook, esses negócios puderam chegar aos seus potenciais clientes com um custo muito inferior do que seria em outro cenário.

É claro, em sua história, o Facebook nem sempre cobrou para que negócios chegassem aos seus potenciais clientes com o melhor alcance. Por muito tempo, era bastante efetivo simplesmente manter uma Página de Empresa com conteúdo de qualidade sendo compartilhado. Porém, como é natural, com o crescimento desta rede social, foi preciso deixar a experiência mais agradável para os usuários – e por isso diminuir o alcance das páginas corporativas, evitando que as pessoas vissem apenas conteúdos de empresas.

Por esta razão, existe a impressão de que investir no Facebook possa ter perdido seu valor. Efetivamente, apenas fazer publicações recorrentes na página não irá trazer os mesmos resultados que há cinco anos. Mas isso não quer dizer que os resultados deixem de vir ao anunciar no Facebook e com um custo muito inferior do que outras estratégias.

Por que o Facebook continua relevante?

Mas, se o alcance orgânico diminuiu, por que o Facebook continua uma boa aposta? A resposta está no público potencial a que você tem acesso por meio da ferramenta de anúncios desta rede social. Cabe dizer, inclusive, que esta é uma das ferramentas mais sofisticadas do mercado para este fim e com frequentes atualizações, para que sua empresa chegue realmente a quem pode comprar seu produto ou serviço.

Para ajudar a entender todo este potencial, separamos abaixo alguns números, levantados pela Rock Content e pelo próprio Facebook:

  • O Facebook continua sendo a rede social mais popular entre os brasileiros. A cada 10 brasileiros, 8 possuem um perfil ativo. Ou seja, independentemente do perfil do seu negócio, certamente seu público está conectado ao Facebook.
  • Entre os usuários brasileiros, 67% utilizam a rede diariamente e 92% pelo menos uma vez por mês.
  • Seu concorrente também está por lá: 93% dos profissionais de Marketing utilizam o Facebook em suas campanhas.
  • E, das empresas que possuem alguma estratégia de Marketing implementada no Facebook, 63% investe em mídia paga (anúncios pagos).
  • Com a vantagem de que anunciar no Facebook custa em média 35% menos do que em outras mídias, como LinkedIn ou Google Ads.

Como acertar ao investir no Facebook?

Se anunciar no Facebook continua uma estratégia relevante para empresas, mesmo que sejam B2B, quais são os passos certos a serem dados do planejamento à execução? Seja com equipe interna ou contando com o suporte de uma agência especializada em Marketing Digital, existem alguns princípios a serem considerados na sua gestão de Facebook para negócios, que listamos abaixo.

1. Ter uma estratégia muito bem planejada

Este princípio pode parecer básico, mas, na prática, muitas empresas começam a fazer anúncios no Facebook e a criar conteúdos para suas páginas sem documentar uma estratégia e sem realmente levantar todos os pontos necessários acerca dela. O que pode até funcionar, porém certamente irá limitar os resultados que podem ser alcançados.

Para um bom planejamento de Facebook Marketing, é preciso considerar:

As personas: representações claras de quem são os potenciais clientes da empresa, dividindo-os em diferentes perfis e considerando características demográficas, hábitos de consumo e informação, principais desafios no dia a dia e relação com marcas como a sua, entre outros.

As metas: saber para onde se deseja ir é essencial para chegar até lá, com ajustes no meio do caminho que permitam o atingimento dos resultados. Sem dúvidas, ter metas claras sobre vendas, engajamento e tráfego para o site a partir do Facebook irá ajudar a conciliar esta estratégia com toda sua operação de Inbound Marketing e Marketing Digital.

A verba disponível: já mencionamos que o alcance orgânico do Facebook está bastante limitado, portanto, para colher bons resultados, é preciso ter uma estratégia para anúncios, mesmo que comece com uma verba bastante reduzida. Saber de antemão quanto pode investir por mês é um bom começo para pensar nos melhores formatos e nos objetivos de suas campanhas.

2. Utilizar as ferramentas de negócios

Muitas empresas não sabem, mas, para anunciar no Facebook, o recomendado é utilizar as ferramentas de negócios desta rede social ao contrário de impulsionar as publicações a partir da própria página da empresa. E qual a diferença disso?

Ao impulsionar suas publicações pela página, seus resultados são também bastante limitados, especialmente pela limitação na segmentação (apenas para quem já curte a página ou para amigos dessas pessoas, com algumas segmentações a mais, porém ainda reduzidas).

Quando utiliza a ferramenta de negócios do Facebook, as funcionalidades aumentam exponencialmente. A começar pelos objetivos dos anúncios, que podem ser escolhidos de acordo com sua estratégia (gerar cadastros, levar visitantes para o site, fazer com que seu conteúdo seja visto por mais pessoas, promover instalações de seu aplicativo, entre outros).

Além disso, os recursos de segmentação tornam-se muito mais completos e avançados. Sua empresa tem muito mais opções para construir o público de cada anúncio com dados de perfil e até mesmo por meio de listas de e-mails ou de remarketing em seu site (exibir seus anúncios para quem visitou seu site em uma janela de tempo, por meio dos cookies de navegação).

Com isso, pode-se dizer que é possível tornar os anúncios de Facebook bastante precisos, otimizando ao máximo a sua verba para que apenas seus potenciais clientes sejam impactados pelas publicações.

3. Testar, testar e testar

Outro recurso disponível na ferramenta de negócios do Facebook é a possibilidade de realizar Testes A/B em suas campanhas. Ou seja, testar diferentes imagens, textos ou call to actions de forma automática, medindo o mais efetivo para aquele objetivo específico.

Esta é uma forma de tornar sua verba ainda mais otimizada e de responder àquelas dúvidas frequentes sobre o que melhor funciona para o seu público, de uma maneira bastante intuitiva. O ideal, inclusive, é ter isso como prática no início da estratégia, pois, como bem sabemos, quando o assunto é Marketing Digital não existe receita de bolo: nem sempre o que funciona para uma empresa, irá funcionar com outra.

4. Produzir conteúdo relevante e com periodicidade

Nenhuma boa estratégia de Facebook Marketing, por maior que seja a verba e por mais assertivas que sejam as segmentações, consegue se sustentar sem um elemento primordial: o conteúdo de excelente qualidade. Já falamos sobre as personas, as representações fictícias de seu público-alvo, certo? Pois bem, elas precisam estar em sua mente a cada publicação postada.

Avaliar a relevância dos conteúdos para seu público-alvo ajuda a identificar também novos posts a serem produzidos, em uma linha cada vez mais efetiva. E lembre-se sempre de manter a recorrência – afinal, o objetivo é que sua marca seja vista e lembrada pelos potenciais clientes ao longo de todo o processo de descoberta, aprendizado e decisão de compra.

5. Inspire-se em casos de sucesso

Em marketing, é importante lembrar que muitos dos passos que você está dando, já foram dados por outros negócios, sejam concorrentes ou não. Por isso, não há nada de errado em se inspirar em casos de sucesso como os disponíveis no próprio Facebook.

Aprender com os acertos de outros negócios ajuda a acelerar o processo de implementação da estratégia e evita erros básicos ao começar a anunciar no Facebook. Aliás, esta é outra vantagem de contar com uma agência para estruturar e gerenciar esta estratégia: existe já um conhecimento adquirido em outros projetos, reduzindo a curva de aprendizado sobre o que pode ou não funcionar para o seu perfil de negócio.

Anunciar no Facebook: vale a pena fazer o teste?

Demos bons motivos para justificar o porquê de sua empresa considerar o trabalho no Facebook dentro da estratégia de Marketing Digital. Assim como algumas formas de acertar desde os primeiros passos. Agora, é sua hora de entender na prática se vale a pena ou não apostar nesta forma de gerar leads e se relacionar com prospects e clientes.

Lembre-se, é claro, que em Marketing, nada é verdade absoluta e tudo precisa ser testado dentro da sua realidade de negócio e perfil de cliente. Portanto, nada de aceitar a máxima de que Facebook não tem mais valor. Antes disso, faça o teste com uma estratégia bem elaborada. Aí sim, você vai conseguir responder à pergunta que dá título a este post!