Como aumentar
suas vendas com
o marketing
de conteúdo

Como aumentar suas vendas com o marketing de conteúdo

Hoje em dia, o consumidor pode até não comprar todos os produtos online, mas, com certeza, é na internet que ele busca informações sobre preço, vantagens, características etc, antes de tomar uma decisão de compra.
Por isso, as empresas precisam ter canais online, onde é possível alcançar exatamente o seu público-alvo e atraí-lo para conhecer o seu negócio.
Mas como fazer isso de forma eficiente? Produzindo um conteúdo relevante que ajude a solucionar os problemas dos seus potenciais clientes!
Por isso, neste artigo, abordaremos  algumas estratégias de produção de conteúdo, que, além de atrair, vão te ajudar a fidelizar clientes online!

Por que o marketing de conteúdo é bom para o seu negócio?

O objetivo do marketing de conteúdo (ou Inbound Marketing) é estabelecer um relacionamento com o consumidor antes mesmo que ele adquira um produto.

Isso fortalece a imagem da empresa, facilitando o processo de compra. 

Portanto, você deve oferecer informações de qualidade para que o visitante do seu site reconheça seu problema e saiba como o seu produto ou serviço pode ajudá-lo.

Assim, a pessoa que está em busca das informações que a sua empresa publica, entrará na jornada de compra, a qual vamos detalhar mais adiante.

E também porque esta é a única forma de seu site aparecer nos mecanismos de busca.

Acontece que, com a multiplicação das plataformas digitais, a produção de conteúdo está se tornando uma atividade cada vez mais complexa.

Mas com a estratégia correta, você pode produzir um conteúdo mais relevante e alcançar os seus objetivos de negócio! Saiba como!

Como desenvolver o conteúdo certo para sua empresa?

1. Descubra quem é a sua persona

 A persona é um personagem fictício; ou seja, uma representação do seu cliente ideal, e definí-la é a etapa mais importante da sua estratégia de conteúdo.

Afinal, é com base nas características da sua persona que você entenderá que tipo de conteúdo é mais adequado para o site da sua empresa.

Para isso, é preciso fazer uma pesquisa aprofundada, que deverá incluir informações como: 

  • Nome (fictício)
  • Idade aproximada
  • Ocupação
  • Estilo de vida
  • Hábitos 
  • Desafios 
  • Desejos 
  • Motivações

Esses são apenas alguns dados necessários para traçar o perfil da sua persona e começar a planejar seu conteúdo. Se você precisa de uma ajudinha para criá-la, não deixe de dar uma olhada nesta ferramenta.

Importante: não confunda persona com público-alvo

Apesar de terem definições muito parecidas, essas duas palavras têm conceitos distintos. Vamos ver uma descrição de ambos para que você entenda bem a diferença: 

  • Persona: Vanda tem 45 anos, é dona de casa e tem 3 filhos. Por ter se casado muito jovem, ela não conseguiu dar continuidade aos estudos, mas está pensando em retomá-los fazendo um curso superior a distância para realizar o sonho de ter um diploma.
  • Público-alvo: Pessoas de ambos os sexos, com faixa etária de 18 a 50 anos que não tenham curso superior e queiram retomar os estudos.

Considerando o exemplo acima, o público-alvo é a parcela da população a qual o consumidor  pertence. Já a persona representa o possível cliente com suas características próprias.

2. Trace metas específicas para o marketing de conteúdo

Toda a estratégia de conteúdo deve ter uma meta específica, alinhada aos seus objetivos de negócio. 

Primeiro, defina qual é o seu maior objetivo com o marketing de conteúdo e então determine metas que ajudem a alcançá-lo.

Neste momento, você pode ter como objetivo simplesmente crescer o número de leitores e seguidores. 

Então, a dica é formular uma meta para isso, conforme o modelo abaixo: 

Alcançar a marca de 1000 seguidores em 6 meses. 

Com isso em mente, será muito mais fácil elaborar campanhas que aumentem a visibilidade da sua empresa online e tragam mais clientes.

3. Conheça os tipos conteúdo e plataformas

O formato mais utilizado ainda é o texto, porém, a internet é multimídia, ou seja, permite produzir e compartilhar diversos tipos de materiais, tais como imagens, vídeos, podcasts (áudios) e gráficos.

Logo, para que a estratégia de marketing conteúdo dê certo, é preciso considerar os outros formatos, além das características de cada plataforma onde serão compartilhados

Por que divulgar a sua marca nas redes sociais?

Segundo um levantamento publicado pelo We Are Social e Hootsuite, 40% da população mundial é usuária de redes sociais, o que dá, mais ou menos, 3 bilhões de pessoas.

O Facebook é a rede mais utilizada, com 2 bilhões de usuários por mês, seguido pelo Youtube  e o Instagram.

Considerando que os brasileiros estão em segundo lugar entre os que passam mais tempo conectados à internet no mundo —, cerca de 9h por dia — é muito fácil alcançar um grande número de pessoas interessadas nos seus serviços. 

Produzindo o conteúdo certo e com consistência, você pode se transformar numa autoridade em seu segmento de mercado.

4. Crie e alimente um blog para sua empresa!

Há quem diga que ter um blog está fora de moda, mas não para quem tem um negócio deseja atrair mais clientes.

Atualmente, o blog é o centro da estratégia de marketing de conteúdo, já que é ali que ficará boa parte do material criado para atrair a sua persona.

E também é por meio dele que os mecanismos de busca poderão encontrar o seu negócio.

Dito isso, vale a pena ressaltar que a arquitetura da informação — como estarão dispostas as informações — e a linguagem visual do seu blog devem ser tão bem pensadas quanto o conteúdo em si. 

E lembre-se: o blog é um meio de comunicação muito dinâmico, portanto deve ser sempre atualizado.

É preciso estabelecer um calendário de publicações, bem como automatizar as publicações, para não perder o foco da sua estratégia.

Outro ponto muito importante para que sua estratégia de marketing de conteúdo dê resultado é o domínio.

Adquira um endereço de web próprio (.com.br)  e tenha mais chances de ficar bem posicionado no Google, pois ele entende que esses sites possuem mais relevância.

5. Estruture seu conteúdo para gerar vendas

Realizar pesquisas para identificar os temas de maior interesse, analisar tendências e formato adequado, montar um calendário de publicações.

Todas essas atribuições fazem parte da rotina de um produtor de conteúdo. Mas se ele não souber aplicar as técnicas de copywriting, a estratégia não será eficaz.

Copywriting, que é um conjunto de técnicas utilizadas para criar conteúdo persuasivo e que ajude a vender.

Para isso, é importante falar a linguagem da persona, contando uma história e trazendo a solução para algum problema.

Além disso, o conteúdo deve conduzir a alguma ação, para que seu visitante possa tornar-se um lead.

Ao final do conteúdo, ofereça um material gratuito ao leitor, solicitando em troca algum dado para contato.

Que tipo de conteúdo posso oferecer ao meu lead?

  •  E-mail marketing (newsletter com atualizações do blog);
  • Conteúdos ricos: materiais mais extensos que visam aprofundar o conhecimento do lead sobre algum tema ou auxiliá-lo em algum processo. Pode ser um e-book, um vídeo, modelo de planilha, webinar, entre outros.
  • Demonstrações ou casos de sucesso relativos ao seu produto.

È necessário pensar em conteúdos diferentes, de acordo com o estágio em que ele encontra na jornada de compra. Entenda melhor como isso funciona:

6. Funil de vendas, jornada de compra e o marketing de conteúdo

Se você trabalha numa empresa, já deve ter ouvido falar em jornada de compra, que é o caminho que o cliente faz desde a descoberta até a aquisição de um produto.

Ela é composta por quatro fases:

  • Aprendizado e descoberta – primeiro contato do visitante com seu produto ou serviço, neste momento ele está buscando informações.
  • Reconhecimento do problema – ele já está consciente do problema e precisa da solução.
  • Consideração da solução – aquele que já conhece o seu produto, os benefícios e está estudando as alternativas.
  • Conversão – quando ele está pronto para fazer a aquisição. 

O funil de vendas tem a missão de organizar esse processo e identificar em que momento da jornada o seu lead está.

Abaixo estão as fases do funil:

  • Topo do Funil – concentra os leads que estão na fase de aprendizado e descoberta.
  • Meio do Funil – relativo àqueles que estão na etapa de reconhecimento do problema e consideração da solução.
  • Fundo do funil – corresponde às pessoas que já estão prontas para adquirir a sua solução.

Essa metodologia proporciona uma abordagem mais eficaz.

Por meio dela, é possível direcionar a comunicação adequada para cada lead e reconhecer quando ele está pronto para receber uma oferta direta. 

Cada ação do Inbound Marketing deve contribuir para que o seu lead avance dentro do funil de vendas e chegue à etapa final, que é a compra!

Assim, independente do nicho de mercado, com uma estratégia de Inbound bem elaborada, sua marca ganha autoridade e você aumenta suas vendas! 

Então, não perca mais tempo e comece já a traçar uma estratégia de marketing de conteúdo para sua empresa!